• Giovanna Rubin

Entendendo as diferenças: vírus, bactérias e fungos.


As tecnologias da Nanox agem contra os microrganismos: fungos, bactérias e vírus.


Você sabia que as tecnologias da Nanox agem contra os microrganismos: #fungos, #bactérias e #vírus.

Para nós, leigos, esses #microrganismos sempre parecem os mesmos. Mas se você prestou atenção nas aulas de #biologia, deve se lembrar que existem algumas diferenças entre os vírus, bactérias e fungos. A biologia traz algumas definições sobre essas diferenças.

  • Os vírus não possuem um metabolismo próprio. Para sobreviverem, eles dependem de um hospedeiro. Os vírus são formados de proteínas e um ácido nucléico. Existem 5 tipos de vírus: Adenovírus: formados por DNA, por exemplo o vírus da pneumonia; Retrovírus: formados por RNA, por exemplo o vírus HIV; Arbovírus: transmitidos por insetos, por exemplo o vírus da dengue; Bacteriófagos: vírus que infectam bactérias; Micrófagos: vírus que infectam fungos. Alguns exemplos de doenças virais são: HIV, H1N1, dengue, vírus da raiva e, obviamente, o coronavírus (do Alphacoronavírus ao SARS-CoV-2, que possuem a característica de serem envelopados).

  • As bactérias são seres vivos que podem causar doenças. São seres unicelulares, procariontes e fazem parte do reino Monera. As bactérias se reproduzem de modo assexuado, geralmente por divisão binária, o que explica a rápida #proliferação #bacteriana. As bactérias podem ser classificadas em Gram Positiva e Gram Negativa. Algumas das doenças causadas pelas bactérias são a cólera, leptospirose e tuberculose;

  • Os fungos são considerados unicelulares ou pluricelulares. Os biólogos já catalogaram mais de 100 mil espécies de fungos, podendo haver ainda mais. Os fungos não podem ser classificados como animais ou plantas, possuindo um reino próprio: Fungi e podem ser encontrados em vários ambientes - solo, na água, nos vegetais, nos animais, no homem e nos detritos em geral. Um exemplo de doenças fúngicas são: frieira, micose e também a candidíase


Lembrando que o termo “microrganismo” é dado a tudo aquilo que não pode ser visto a olho nu”, sendo o especialista no assunto chamado de #Microbiologista. Mas nem tudo pode ser considerado ruim, já que nem todos são #patogênicos.

As bactérias que compõem a flora intestinal são benéficas à saúde humana. Outro exemplo do bom “proveito” dos microrganismos é a fermentação. Um fungo unicelular é a levedura, que realiza a fermentação e que posteriormente resulta na fabricação de pães, bebidas alcoólicas e o leite fermentado.

Podemos citar um grande case de sucesso da #Nanox: A Linha #Antimicrobiana da #Irani, que com as aplicações #Nanox, obtém quase 99,99% de eficiência contra os agentes patogênicos.

Saber diferenciá-los é de suma importância.


MAIS NOVIDADES?!

Fique por dentro! Receba conteúdos e outras notícias sobre a Nanox em primeira mão.

005_contact-us.png

 FALE CONOSCO