• Giovanna Rubin

SARS-CoV-1: Origens.



Entendemos que a educação é a melhor forma de incentivar a sociedade e expandir os horizontes de todos. Por isso, queremos trazer você de volta para 2003 e entender que a situação em que vivemos a dois anos não é nova.

Ao contrário do que muitos pensam, o vírus que deu origem ao COVID-19 é mais antigo do que se imagina. A Síndrome Respiratória Aguda Grave já foi tema de pautas científicas e discussões no início dos anos 2000.

Como forma educacional, a #Nanox trouxe 5 curiosidades sobre a “primeira versão” do SARS-CoV-1.

  1. Seu primeiro surto ocorreu no final do mês de março de 2003, e se estendeu por todo mês abril do mesmo ano.

  2. O vírus foi mapeado pela primeira vez em 12 de abril de 2003, no “Michael Smith Genome Sciences Centre” que fica em Vancouver, no Canadá.

  3. Ainda no ano de 2003, a OMS alertou o SARS como uma possível futura epidemia.

  4. Esse alerta se confirmou verídico, já que no final de novembro de 2019 e início do ano de 2020, começamos a enfrentar e ainda estamos enfrentando a nova pandemia de COVID-19 (SARS-CoV-2).

  5. Essa pandemia de 2003 afetou a Ásia, Oceania, alguns países do continente Europeu e a América do Norte. O Brasil, bem como o resto da América do Sul e África, não tiveram casos confirmados.

É importante ressaltar que o SARS-CoV-1 e o SARS-CoV-2 não são a mesma coisa, mas, se tivéssemos ouvido as opiniões da OMS sobre os alertas do SARS, será que teríamos passado por tudo o que passamos e ainda estamos passando?


Caso você esteja com algum sintoma, procure o serviço de saúde mais próximo, como um Pronto Atendimento, para análise inicial. Se o quadro for compatível com a definição de caso, esse serviço de saúde deverá seguir o fluxo estabelecido pela Secretaria de Estado da Saúde.

MAIS NOVIDADES?!

Fique por dentro! Receba conteúdos e outras notícias sobre a Nanox em primeira mão.

005_contact-us.png

 FALE CONOSCO